terça-feira, 19 de novembro de 2019

Caixa Colonial de Novembro

 Depois de anos assinando a Glambox, a GlossyBox e algumas edições da BlushBox e Blue Box (essas três últimas não existem mais), fiquei com um acúmulo tão grande de produtos que desisti dessa vida de caixas de assinatura de beleza - o desperdício não é legal.

Mas, ao mesmo tempo que me orgulho de ter quebrado o círculo vicioso do consumo desenfreado de cosméticos, eu fico acompanhando a quantidade colossal de assinaturas disponíveis nos Estados Unidos, em diversas categorias, não só cosméticos, e morrendo de invejinha de ter toda essa variedade disponível (eu acompanho pelo My Subscription Addiction).

As vezes eu fuço a web atrás de algo diferente que esteja disponível do Brasil, e mesmo as poucas caixas internacionais que entregam aqui acabam sendo monetariamente inviáveis, considerando o cambio/imposto/taxas dos correios. Se já é ruim ser taxado numa compra normal, imagina em uma que você nem sabe ao certo o que vem, que podem ser coisas sem qualquer utilidade...

Até que um belo dia encontrei essa querida aqui embaixo, a Caixa Colonial! Como eu sou morta de fome, não havia qualquer chance de desperdício, além da proposta ter tudo a ver comigo, que adora coisinhas diferentes e sempre compro geléias, pimentas, queijos, etc toda vez que passo por uma cidade diferente.


Sobre a Caixa, conforme o site:

Nossa missão
A Caixa Colonial é um clube de produtos artesanais por assinatura que valoriza o pequeno produtor local e a cultura alimentar das regiões brasileiras.
Nascemos com o propósito de resgatar os valores intangíveis que o produto colonial carrega, cada vez mais procurado por consumidores que buscam por comida afetiva, sabores da infância e qualidade superior, mas que infelizmente está ameaçado de desaparecer.
Queremos conectar o “saber fazer” dos produtores locais com novos consumidores, oferecendo uma assinatura de produtos gastronômicos artesanais como embutidos, queijos, compotas, doces, bebidas, cada mês de uma região diferente, respeitando a cultura alimentar e a identidade / terroir de cada localidade.
Nossa curadoria é influenciada pelos conceitos de slow food e de locavorismo, tendência pelo mundo a fora que consiste em consumir alimentos produzidos próximo ao lugar onde você está, valorizando a economia local e gerando renda para os pequenos produtores.
Ou seja, muito mais que produtos selecionados e de identidade, a Caixa Colonial é um convite para um consumo mais sustentável e consciente.
Em busca dos valores da roça
Em 26/02/2017 iniciamos uma jornada de Kombi pelo interior do Brasil, atrás dos melhores sabores regionais do Brasil e seus produtores. Já percorremos mais de 8.000 km, com objetivo de construir um clube autêntico, valioso e sustentável de pessoas interessadas em consumir aquilo que é local, artesanal e comida de verdade.
Faça parte do clube
Para acompanhar nossas descobertas, siga a gente nos canais do Facebook, Instagram e também no blog da Caixa Colonial. Curta, compartilhe e participe enviando sua dúvida ou sugestão. Para receber em casa os nossos kits, escolha seu plano e seja bem-vindo!


No mês de novembro, os produtos vieram embrulhados em um tecido, que na verdade é uma toalha de mesa (o "mimo" do mês) bem bonita.

Vieram os produtos abaixo:









- Cerveja Session IPA Especial
 Produtor / responsável: Samuel Cavalcanti (Bodebrown)
Descrição: A Bodebrown Session IPA é produzida pela renomada cervejaria de Curitiba, em homenagem a última edição do Festival de Blues de Antonina. Para expressar a identidade cultural e gastronômica da região, foi utilizada uma grande quantidade de bala de banana de Antonina na receita. O resultado é uma cerveja de médio amargor, com 4,5% de graduação alcoólica e aromas sutis de banana e outras frutas tropicais. Ideal para harmonizar com pratos da cultura caiçara como o barreado e frutos do mar.
Peso / quantidade: 500ml
Validade: 1 ano

Está na geladeira, ainda não tomamos... embora eu não seja muito fã de IPA, o fato de conter bata de banana me intrigou.

- Espaguete de Palmito Pupunha em Conserva
Produtor / responsável: Geraldo Bertucci (Geire Palmito)
Descrição: Cansado do mercado financeiro, Geraldo decidiu apostar em 2005 na produção de palmito pupunha como forma de garantir uma aposentadoria. O negócio deu tão certo que logo construiu uma agroindústria, cuidando de toda a cadeia de produção, do plantio a comercialização em conservas. Seu mais recente lançamento é a conserva de fios tipo espaguete, um produto exótico para substituir o tradicional macarrão e que combina muito bem com diversos molhos e receitas.
Peso / quantidade: 530g líquido / 250g drenado
Validade: 2 anos

Também ainda não abrimos. É um produto que a gente consome bastante ("macarrão" de palmito), mas é bem mais fininho que o da marca que encontramos no mercado aqui.

- Bala de Banana
Produtor / responsável: Rafaela Corrêa (Bala de Banana Antonina)
Descrição: “É impossível comer uma só”. O slogan parece familiar, mas quem prova a bala de banana “do papelzinho verde”, existe uma necessidade iminente de comer todo o pacote. Essa história começou com a família do João Soter Corrêa, vinda de Santa Catarina nos anos 1970 para trabalhar em Antonina com palmito em conserva. O negócio não foi pra frente e vendo a abundância de banana na região, trouxeram o baleiro José (seu Zezo) que fez da receita um símbolo da cidade. A bala de banana é natural, sem conservantes ou corantes.
Peso / quantidade: 200g
Validade: 1 ano

Muito delicinha. Estou me esforçando pra não comer váááárias de uma vez só.


- Bananinha sem açúcar
Produtor / responsável: Maristela Mendes (Bananina – Indústria Floresta)
Descrição: Em 1986, logo após se formar em administração, Maristela teve que deixar a capital para cuidar da fábrica de balas de banana que seu pai tinha adquirido em Antonina. O tempo passou e junto com a filha Bárbara investiram recentemente em uma nova marca abrindo também uma loja de fábrica. O espaço possui café, sala para ver a produção e produtos para degustação. O destaque da marca são suas balas saborizadas e os doces de banana sem açúcar.
Peso / quantidade: 120g
Validade: 6 meses

Essa já acabou. Mais azedinha que as balas ali de cima, mas banana é uma fruta bem doce, mesmo sem açúcar satisfaz como sobremesa.

Farinha de Mandioca Artesanal
Produtor / responsável: José Reginaldo de Mello e Gerson Cogrossi (Boa Esperança)
Descrição: Gerson faz parte da quarta geração de uma família de farinheiros de Guaraqueçaba, município vizinho de Antonina. A produção de farinha de mandioca no litoral norte do Paraná é reconhecida com o selo de Indicação Geográfica e tem grande importância cultural para a população local. A identidade única do produto é atribuída ao processo de produção, que não remove o amido e a qualidade da matéria prima livre de insumos químicos. A farinha de mandioca é acompanhamento obrigatório do Barreado, prato típico da região.
Peso / quantidade: 500g
Validade: 6 meses

Bem grossinha e adocicada, maridinho está usando no feijão... parece ter uma textura boa para empanados, mas ainda não testei.

Adorei a proposta e os produtos e não vejo a hora de receber a caixa do mês que vem, que vem com café, pé de moleque de macadâmia (que parece delicioso) e um tipo de embutido que nunca ouvi falar...

A caixa de novembro ainda está disponível pra compra avulsa e vem de brinde na assinatura anual!

Gostaram? Conhecem algum outro clube de assinatura brasileiro que valha a pena para me indicar?

20 comentários:

Edenilza Lima disse...

Gostei bastante do artigo de hoje, sempre estou aqui acompanhando seu blog. Tenho aprendido muitas coisas legais aqui e te agradeço por compartilhar...

Beijos 😘.

Meu Blog: Website de Dicas Online

Inês Silva disse...

obrigada pelo comentário <3
gostei bastante :D

www.pinkie-love.com

Gessica Morais disse...

Ainda não conhecia essa caixinha, adorei!
Beijo
;)
Blog| Instagram| Canal no Youtube|


Luana disse...

não sabia da existência dessa caixa!! mas já adorei! <3 hahaha

xoxo
Guria do Século Passado

Vanessa Vieira disse...

Gostei da dica Vi, por sinal, deliciosa. Os produtos que mais me chamaram a atenção foram o espaguete de palmito e a farinha de mandioca artesanal. Beijo!

www.newsnessa.com

Pathy Guarnieri disse...

Não conhecia essa, mas de fato, não tem como acumular os produtos. xD

Beijo.
Cores do Vício

Isa Sá disse...

Não conhecia!

Isabel Sá  
Brilhos da Moda

Fêh Zenatto disse...

Gente, que caixinha autêntica e linda!
Fiquei encantada com toda a proposta da assinatura da caixa e também com a história de cada produtos! Muito legal!
Fora que vários produtos parecem ser muito deliciosos!

Muito legal a iniciativa mesmo!
Beijos!

BLOG COISA E TAL

Gabriele Rafaela disse...

Que maravilhosa.
Não conhecia!
Beijos.
http://vinteedoisdemaio.blogspot.com/

Inês disse...

Não conhecia, adorei essa caixa! :)
--
O diário da Inês | Facebook | Instagram

Sil disse...

Olá, Vi.
Eu já assinei muitas caixas literárias, fora isso não conheço nenhuma. Achei essa muito legal.

Prefácio

Adriana Leandro disse...

Bem interessante essa caixa porque tem coisas pra comer e eu não iria dispensar algo pra comer. Os itens parecem diferentes dos que são vendidos nos supermercados.
Bjus!

galerafashion.com

Luiza Helena Vieira disse...

Ai gente, essas balas de banana e as bananinhas me ganharam
Beijos
Balaio de Babados

Luli Ap. disse...

Olá Vi!
Gente deu água na boca, só gostosuras.
Se a caixa colonial conquista pelo paladar, a proposta conquista o coração ❤❤
Amei que valoriza o pequeno produtor local, tem a pegada da comida afetiva, aquela memória de infância.
Sou louca por espaguete de pupunha e essa balinha de banana é muito amorzinho.
A embalagem então????
Uma overdose de fofurice.
E na do mês vai vir café ❤❤❤
Vi amei o post e vou agorinha dar uma olhada no site.
Ótima semana pra ti
Bjs Luli
https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

Tayane Ribeiro disse...

Adorei conhecer essa caixa, eu estava querendo assinar uma, mas nunca escolho de qual segmento.
Essa é tão interessante
Beijos
www.dearlytay.com.br

Lulu on the sky disse...

Não conhecia essa caixa, mas os produtos parecem ótimos né?

big beijos
Lulu on the sky

Hey I'm With The Band disse...

Bala de Banana de Antonina é um clássico, eu amoooo ♥

http://heyimwiththeband.com.br/

.lívia. disse...

nossa quantas delícias dentro dessa caixinha, adorei conhecer!!

www.tofucolorido.com.br
www.facebook.com/blogtofucolorido

Monique Larentis disse...

Que box diferente essa. É tão legal conhecer produtos novos, de outras culturas. Adorei. Os de make realmente é um desperdício e acumulo enorme.

www.vivendosentimentos.com.br

Mayara Preis disse...

Produtos diferentes, gostei!


https://estacaolilas.blogspot.com/