segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Glambox de Novembro

Foi só eu falar sobre o acúmulo de produtos que tive depois de anos assinando a Glambox que me apareceu uma amiga com um cupom incrível que dava desconto e direito ao kit aqui de baixo de brinde que não resisti, fui la e assinei! =X


Me diz se dá pra resistir a esse kit detox da Mahogany de shampoo e sabonete a base de carvão ativado? Se depois de ler o resto do post você também quiser assinar, clique aqui ou use o cupom VIRG021, que dá direito a um desconto parecido com o que ganhei: R$ 100 off + brinde no plano anual, R$ 60 off no plano semestral ou R$ 20 off no primeiro mês do mensal. O brinde do anual ta sempre mudando, hoje é uma paleta de sombras de 12 cores.


A caixa de novembro, a primeira da minha nova assinatura, chegou semana passada, no tema As Panteras. Muita gente já tinha recebido suas caixas quando eu fiz a assinatura, então eu já tinha alguma noção do que poderia vir (embora as caixas não sejam todas iguais normalmente uma coisa ou outra vem para quase todas.


Tudo veio bem embrulhadinho em papel branco...


E sem nenhum folheto explicativo =/ Também não encontrei qualquer descrição detalhada dos produtos no site da Glambox, então as descrições são dos sites dos fabricantes.

 
 (todos os produtos recebidos foram fullsize, sem nenhuma amostra - esse não é um publi, eu paguei pela minha assinatura. Usando o cupom lá de cima eu ganho glampoints no site, mas não comissão)


Condicionador de Bamboo Phinna Cosméticos (200ml, R$ 25,90 aqui)
Condicionador especialmente desenvolvida para cabelos sensíveis e danificados. Formulado com Extrato Vegetal de Bambu e Extrato Glicólico de Arnica, hidrata, nutre e repara os danos, ajuda no fortalecimento e crescimento dos fios doando força e resistência para evitando a quebra.

Não conhecia a marca, olhando no site parece ser nova, dei uma olhada no site e parece ter uns produtos bem interessantes. Gostaria de ter ganhado o shampoo também, mas dá pra ter uma boa noção da qualidade usando com um shampoo neutro que eu já conheço e usei com outros condicionadores. Tem um cheirinho bem suave, mas ainda não comecei a usar pra ver se fica no cabelo.


Suplemento de Vitamina D em pastilhas de goma Dr. Good (30 unidades, R$ 49,90 aqui)
Esta vitamina lipossolúvel ajuda na absorção e ligação do cálcio ao osso e sua síntese ocorre na pele em resposta à exposição à luz solar. Sem açúcares e com sabor blueberry. Não contém glúten e lactose. Corantes e aromas naturais.

Esse foi o meu produto preferido, porque eu coincidentemente tenho deficiência em vitamina D e tomo suplemento sobre prescrição médica. Mas, pra quem não tem necessidade de suplementação, seria meio chato receber vitamina como o produto mais caro da caixinha... Já comecei a tomar, mesmo estando com a minha cartela de vitamina cheia, porque não aguentei de curiosidade de ver o gostinho. É beeeem suave, não muito doce e a textura é gummy bears mesmo. Gostei bastante, difícil é aguentar já que é pra comer só uma por dia. =X


Gel para cicatrizes Cicatenol Derma (30g, R$ 24,26 aqui)
Formulado com uma combinação de ativos especialmente indicados para obter resultados únicos na suavização da aparência da pele com cicatrizes e na manutenção da hidratação da pele deixando-a macia, hidratada e saudável. Contém Bio SkinTrat Complex, uma associação de dexpantenol, alantoína, extrato de camomila e outros extratos naturais que agem auxiliando o rápido retorno do equilíbrio da estrutura da pele.

Estranho receber gel para cicatrizes, considerando que muita gente não tem cicatriz nenhuma. Apesar disso, a formula parece funcionar bem como hidratante para áreas ressecadas, e é um gel transparente bem fininho, fácil de espalhar. Estou usando em uma cicatriz relativamente recente que tenho no braço mas também estou passando nos cotovelos e se der algum resultado digno de nota eu volto aqui pra contar pra vocês.


Máscara Capilar Desmaia, da Beautech (250g, R$ 33,21 aqui)
A Máscara Beautech Desmaia hidrata e disciplina os fios.A fórmula hidratante potencializada pelos ativos da Queratina, D-Pantenol e Aminoácidos equilibra a umidade dos fios reduzindo o frizz garantindo melhor alinhamento e disciplina. utilize toda a linha desmaia da beautech.

Não conhecia essa marca também, e achei bem estranho que não consegui localizar um site e só encontrei pra vender no próprio e-shop da glambox. Já usei uma vez, tem um cheirinho suave de tutifruti, que quase não fica no cabelo, e deixou bem macio e com pouco frizz.


Protetor solar labial Laby Lip Care, FPS 8 (3,2g, R$ 2,25 aqui)
Protetor solar labial com manteiga de cacau.
Hidrata e protege os lábios

Apesar de minúsculo, é vendido nessa volumetria mesmo. Não vejo muito propósito em usar um produto com FPS tão baixo, a camada física de um batom já deve ser equivalente em proteção.  Deixei lacrado, já que provavelmente vou dar para alguém que vá aproveitar mais.


Esmalte DNA Italy catnail, cor Você é Incrível (10ml, R$ 5,99 aqui)
Com oito opções de cores, a Cat Nail traz em cada tom uma mensagem pensada especialmente na beleza única de cada mulher. Você pode ser tudo o que quiser!

Um roxo médio, cremoso. Também não abri, pois tenho cores bem parecidas e quero ser mais consciente no uso dos cosméticos. Provavelmente vou mandar de brinde com alguma compra da lojinha.


Brinco Le Briju (não achei esse brinco no site da marca, mas esse parecido ta R$ 29,00)
Bem bonitinho e discreto, mas já tenho vários brincos parecidos, ainda não decidi se vou ficar com ele ou dar para alguém. A marca tem peças lindas, esse aqui me chamou muito a atenção.


Com um valor estimado de R$ 170,51, e alguns produtos de marcas novas bem interessantes e úteis (máscara e condicionador nunca é demais), essa caixa valeu muito a pena pra mim!

O que vocês acharam? Alguém já usou ou recebeu algum desses produtos? Acham que a caixinha valeu os 60 e poucos reais da mensalidade?

terça-feira, 19 de novembro de 2019

Caixa Colonial de Novembro

 Depois de anos assinando a Glambox, a GlossyBox e algumas edições da BlushBox e Blue Box (essas três últimas não existem mais), fiquei com um acúmulo tão grande de produtos que desisti dessa vida de caixas de assinatura de beleza - o desperdício não é legal.

Mas, ao mesmo tempo que me orgulho de ter quebrado o círculo vicioso do consumo desenfreado de cosméticos, eu fico acompanhando a quantidade colossal de assinaturas disponíveis nos Estados Unidos, em diversas categorias, não só cosméticos, e morrendo de invejinha de ter toda essa variedade disponível (eu acompanho pelo My Subscription Addiction).

As vezes eu fuço a web atrás de algo diferente que esteja disponível do Brasil, e mesmo as poucas caixas internacionais que entregam aqui acabam sendo monetariamente inviáveis, considerando o cambio/imposto/taxas dos correios. Se já é ruim ser taxado numa compra normal, imagina em uma que você nem sabe ao certo o que vem, que podem ser coisas sem qualquer utilidade...

Até que um belo dia encontrei essa querida aqui embaixo, a Caixa Colonial! Como eu sou morta de fome, não havia qualquer chance de desperdício, além da proposta ter tudo a ver comigo, que adora coisinhas diferentes e sempre compro geléias, pimentas, queijos, etc toda vez que passo por uma cidade diferente.


Sobre a Caixa, conforme o site:

Nossa missão
A Caixa Colonial é um clube de produtos artesanais por assinatura que valoriza o pequeno produtor local e a cultura alimentar das regiões brasileiras.
Nascemos com o propósito de resgatar os valores intangíveis que o produto colonial carrega, cada vez mais procurado por consumidores que buscam por comida afetiva, sabores da infância e qualidade superior, mas que infelizmente está ameaçado de desaparecer.
Queremos conectar o “saber fazer” dos produtores locais com novos consumidores, oferecendo uma assinatura de produtos gastronômicos artesanais como embutidos, queijos, compotas, doces, bebidas, cada mês de uma região diferente, respeitando a cultura alimentar e a identidade / terroir de cada localidade.
Nossa curadoria é influenciada pelos conceitos de slow food e de locavorismo, tendência pelo mundo a fora que consiste em consumir alimentos produzidos próximo ao lugar onde você está, valorizando a economia local e gerando renda para os pequenos produtores.
Ou seja, muito mais que produtos selecionados e de identidade, a Caixa Colonial é um convite para um consumo mais sustentável e consciente.
Em busca dos valores da roça
Em 26/02/2017 iniciamos uma jornada de Kombi pelo interior do Brasil, atrás dos melhores sabores regionais do Brasil e seus produtores. Já percorremos mais de 8.000 km, com objetivo de construir um clube autêntico, valioso e sustentável de pessoas interessadas em consumir aquilo que é local, artesanal e comida de verdade.
Faça parte do clube
Para acompanhar nossas descobertas, siga a gente nos canais do Facebook, Instagram e também no blog da Caixa Colonial. Curta, compartilhe e participe enviando sua dúvida ou sugestão. Para receber em casa os nossos kits, escolha seu plano e seja bem-vindo!


No mês de novembro, os produtos vieram embrulhados em um tecido, que na verdade é uma toalha de mesa (o "mimo" do mês) bem bonita.

Vieram os produtos abaixo:









- Cerveja Session IPA Especial
 Produtor / responsável: Samuel Cavalcanti (Bodebrown)
Descrição: A Bodebrown Session IPA é produzida pela renomada cervejaria de Curitiba, em homenagem a última edição do Festival de Blues de Antonina. Para expressar a identidade cultural e gastronômica da região, foi utilizada uma grande quantidade de bala de banana de Antonina na receita. O resultado é uma cerveja de médio amargor, com 4,5% de graduação alcoólica e aromas sutis de banana e outras frutas tropicais. Ideal para harmonizar com pratos da cultura caiçara como o barreado e frutos do mar.
Peso / quantidade: 500ml
Validade: 1 ano

Está na geladeira, ainda não tomamos... embora eu não seja muito fã de IPA, o fato de conter bata de banana me intrigou.

- Espaguete de Palmito Pupunha em Conserva
Produtor / responsável: Geraldo Bertucci (Geire Palmito)
Descrição: Cansado do mercado financeiro, Geraldo decidiu apostar em 2005 na produção de palmito pupunha como forma de garantir uma aposentadoria. O negócio deu tão certo que logo construiu uma agroindústria, cuidando de toda a cadeia de produção, do plantio a comercialização em conservas. Seu mais recente lançamento é a conserva de fios tipo espaguete, um produto exótico para substituir o tradicional macarrão e que combina muito bem com diversos molhos e receitas.
Peso / quantidade: 530g líquido / 250g drenado
Validade: 2 anos

Também ainda não abrimos. É um produto que a gente consome bastante ("macarrão" de palmito), mas é bem mais fininho que o da marca que encontramos no mercado aqui.

- Bala de Banana
Produtor / responsável: Rafaela Corrêa (Bala de Banana Antonina)
Descrição: “É impossível comer uma só”. O slogan parece familiar, mas quem prova a bala de banana “do papelzinho verde”, existe uma necessidade iminente de comer todo o pacote. Essa história começou com a família do João Soter Corrêa, vinda de Santa Catarina nos anos 1970 para trabalhar em Antonina com palmito em conserva. O negócio não foi pra frente e vendo a abundância de banana na região, trouxeram o baleiro José (seu Zezo) que fez da receita um símbolo da cidade. A bala de banana é natural, sem conservantes ou corantes.
Peso / quantidade: 200g
Validade: 1 ano

Muito delicinha. Estou me esforçando pra não comer váááárias de uma vez só.


- Bananinha sem açúcar
Produtor / responsável: Maristela Mendes (Bananina – Indústria Floresta)
Descrição: Em 1986, logo após se formar em administração, Maristela teve que deixar a capital para cuidar da fábrica de balas de banana que seu pai tinha adquirido em Antonina. O tempo passou e junto com a filha Bárbara investiram recentemente em uma nova marca abrindo também uma loja de fábrica. O espaço possui café, sala para ver a produção e produtos para degustação. O destaque da marca são suas balas saborizadas e os doces de banana sem açúcar.
Peso / quantidade: 120g
Validade: 6 meses

Essa já acabou. Mais azedinha que as balas ali de cima, mas banana é uma fruta bem doce, mesmo sem açúcar satisfaz como sobremesa.

Farinha de Mandioca Artesanal
Produtor / responsável: José Reginaldo de Mello e Gerson Cogrossi (Boa Esperança)
Descrição: Gerson faz parte da quarta geração de uma família de farinheiros de Guaraqueçaba, município vizinho de Antonina. A produção de farinha de mandioca no litoral norte do Paraná é reconhecida com o selo de Indicação Geográfica e tem grande importância cultural para a população local. A identidade única do produto é atribuída ao processo de produção, que não remove o amido e a qualidade da matéria prima livre de insumos químicos. A farinha de mandioca é acompanhamento obrigatório do Barreado, prato típico da região.
Peso / quantidade: 500g
Validade: 6 meses

Bem grossinha e adocicada, maridinho está usando no feijão... parece ter uma textura boa para empanados, mas ainda não testei.

Adorei a proposta e os produtos e não vejo a hora de receber a caixa do mês que vem, que vem com café, pé de moleque de macadâmia (que parece delicioso) e um tipo de embutido que nunca ouvi falar...

A caixa de novembro ainda está disponível pra compra avulsa e vem de brinde na assinatura anual!

Gostaram? Conhecem algum outro clube de assinatura brasileiro que valha a pena para me indicar?

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Good Genes Sunday Riley

Hoje eu vim mostrar pra vocês mais uma miniatura que veio em um dos kits Sephora Favorites que trouxe dos Estados Unidos: o Good Genes, da Sunday Riley.


Descrição tirada do site da Sunday Riley (e abaixo traduzida por mim):

PRODUCT DETAILS: Deeply exfoliates the dull surface of the skin for clarity, radiance, and younger-looking skin. Visibly brightens the appearance of age spots and discolorations. Instantly plumps the look of fine lines and wrinkles in 3 minutes.

HOW IT WORKS: Multi-tasking, targeted lactic acid treatment rapidly exfoliates and boosts naturally youthful radiance, while visibly reducing the look of lines, wrinkles and dark spots. High potency, purified grade lactic acid exfoliates dull, pore-clogging dead skin cells, to instantly clarify and reveal smoother, clearer skin. Together with skin brightening licorice, this super-concentrated treatment visually reduces the look of dark spots, age spots, and discoloration caused by exposure to the sun, for naturally brighter, even-toned skin. 

Clinically proven to immediately and significantly plump fine lines and boost radiance in just 3 minutes.

Cruelty-Free, Sulfate-Free, Paraben-Free, Gluten-Free, Soy-Free, Phthalate-Free, Fragrance-Free, Vegan.

Esfolia profundamente a superfície, para uma pele mais clara, radiante e jovem. Clareia visivelmente mancha de idade e ameniza descolorações. Efeito blur imediato, com visivel redução de linhas finas e rugas em 3 minutos.
Multipla-ação, a base de ácido láctico, esfolia e deixa a pele parecendo naturalmente jovem e radiante, reduzindo a aparência de linhas, rugas e manchas. Com alta potência, o ácido láctico elimina células mortas, limpando os poros e clareando a pele. Junto com a licorice, que clareia a pele, esse tratamento super concentrado reduz visivelmente a aparência das manchas, marcas de idade e descoloração causadas pela exposição solar, para uma pele iluminada e com coloração igual.
Clinicamente comprovado que reduz em 3 minutos a aparência de linhas finas e deixa a pele radiante.
Cruelty Frre, sem sulfados, parabenos, gluten, soja, phtalatos e frangância. Vegano. 


Tenho usado esse tratamento todos os dias, a noite, depois de limpar a pele com limpador facial e água micelar e antes do hidratante. É um serum branquinho, bem fininho, não oleoso e que absorve muito rápido. Não senti qualquer tipo de formigamento ou vermelhidão após a aplicação. Como as poucas linhas finas que tenho ficam em torno dos olhos, e essa área é evitada, não sei dizer muito sobre o efeito nesse sentido - mas no quesito "radiância" ele cumpre o que promete. A pele até fica bonita na hora, mas como uso a noite isso não faz diferença pra mim - o que impressionou foram os resultados a longo prazo. Tenho pele bem oleosa na área T e tendencia a ressecamento nas maças do rosto, que são bem vermelhas e formam umas bolinhas ocasionalmente. Com o uso constante, minha pele foi ficando cada dia mais uniforme e lisinha, sem diferenças significativas de coloração e textura entre uma parte e o outra do rosto. De longe foi o produto que usei até agora que deixou minha pele mais bonita.

Qual o problema dele? Preço e acessibilidade. Não vende aqui no Brasil e o vidro full size (o meu é miniatura) custa assustadores 105 dólares!
Pesquisando na internet não achei muita coisa de marca nacional que tenha serum a base de ácido láctico pra fazer um dupe mais barato.. nos Estados Unidos a The Ordinary tem um baratinho, mas também não vende aqui e as pessoas que trazem e vendem no mercado cobram MUITO.
O produto mais parecido que encontrei foi o Sérum Renovador da Adcos, mas ele também não é tão acessível assim (R$ 199 - o que é bastante mas é metade do preço do Sunday Riley).

A Jessica, do Minha Querida Necessaire, também gostou, assim como a Vânia Reis.